Pages - Menu

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Quem É Você, Alasca? + Bis





                
                     John Green outra vez? Pois é, me empolguei com "A Culpa é das Estrelas" e resolvi ler mais alguns livros dele. O que eu pude notar como característica do autor é a facilidade com que ele consegue nos surpreender. Por que? Pois bem, nos três livros que eu já li dele eu percebi que ele consegue te manter interessada na história mesmo nos momentos mais calmos. E são nesses momentos calmos que "BOOOM!", de repente ele joga uma bomba, algo que você nem sonhava que pudesse acontecer, e ai você fica "OMG! COMO ASSIM??? O_O ". E isso foi o que eu mais gostei nos livros dele, a facilidade com que ele consegue nos surpreender.
                   Sobre "Quem é você, Alasca?" é um livro intrigante. Alasca é uma garota que o personagem principal, Miles, conhece no colégio interno Culver Creek. Miles se torna amigo de Alasca e se apaixona por seu jeito misterioso. E é esse jeito misterioso de Alasca que torna o livro interessante, porque você não sabe o que esperar dela e você quer ler mais para tentar desvendar mais do seu mistério. Alasca é o tipo de garota que vive, e é isso que ela ensina a Miles, a viver e não se importar com o resto. Alasca, Miles, Takumi e o "Coronel" (colega de quarto de Miles) aprontam coisas tão bizarras no colégio que você fica com vontade de estar lá, junto deles, dentro da história.
                  Passei dias imaginando como escrever sobre "Quem é você, Alasca?" sem dar nenhuma spoiler do momento auge do livro. O momento "John Green", aquele que você se choca e perde o fôlego. Pois bem, esse foi o melhor jeito que eu encontrei de falar do livro sem contar o que acontece. Não é um livro tão parado, ele tem mais ação e muita confusão, então não dá pra falar muito dele sem dar spoiler. Portanto, leiam acompanhados do seu chocolate preferido que eu tenho certeza que vocês vão adorar!

http://www.trash80s.com.br/wp-content/uploads/2010/03/bis2.jpg

Nenhum comentário:

Postar um comentário